Drogas apreendidas com Ronnie

Três presos e 175 micropontos de LSD apreendidos em operação realizada por Agentes de Polícia Civil

Mais um brilhante trabalho de investigação realizado pelos Agentes de Polícia Civil da Delegacia Especializada em Tóxicos e Entorpecentes (Deten) colocou atrás das grades três pessoas acusadas de tráfico interestadual e apreensão de drogas sintéticas.

A operação foi realizada na última terça-feira (25), nos bairros Jardim Carapina, no município de Serra; e Goiabeiras, em Vitória, e resultou na prisão de Ronnie Cleiton da Silva Laurindo, vulgo “Monstrão”, de 26 anos. Também foram autuadas a mãe do acusado, Andreia Nascimento da Silva, 42 anos, e Myrlene Viana Moreira, 27 anos, funcionária da Agência dos Correios Goiabeiras.

Durante a investigação foi apontado que a mãe de Ronnie possuía uma caixa postal na agência dos Correios de Goiabeiras, e que uma quantidade de drogas estaria para chegar por meio de correspondência. A equipe de Agentes realizou um exaustivo monitoramento no local à espera de que um dos suspeitos fosse ao local para a retirada.

Como ninguém apareceu para pegar a encomenda, os policiais se deslocaram até o trabalho de Andreia, que era a destinatária, para que ela retirasse. Já na agência, ao abrir a encomenda foi encontrado duas cartelas com 20 comprimidos do medicamento Pramil, de origem paraguaia. Em seguida, foi realizada diligência na residência de Ronnie, onde foram apreendidos 175 micropontos de LSD, divididos em sete cartelas, além de uma balança de precisão e três ampolas de anabolizantes.

O suspeito contou aos Agentes que a funcionária dos correios Myrlene, na manhã daquele dia, abriu a encomenda e retirou as cartelas de LSD, colocando em seu lugar as cartelas do remédio. Ele ainda afirmou que utilizava deste procedimento com o objetivo de enganar a polícia e se livrar de um eventual flagrante. “Monstrão”, não contava que policiais bem preparados como os Agentes de Polícia Civil da Deten estavam investigando todo o modus operandi e que essa artimanha já esteva preste a chegar ao fim.

Novamente, uma grande quantidade de drogas foi retirada das ruas capixabas. Somente no mês de julho, várias operações com prisões e apreensões foram realizadas sempre com um excelente trabalho de investigação e extraordinário empenho dos Agentes de Polícia Civil da Deten.

A Agenpol parabeniza os colegas por mais essa operação realizada com sucesso. A equipe demostrou total preparo e competência em todo o labor investigativo, retirando de circulação uma considerável quantidade de drogas e prendendo três suspeitos envolvidos com atividades criminosas em dois municípios da Grande Vitória.

LDS apreendido com Ronnie